sexta-feira, 6 de abril de 2012

CLÁSSICOS HISTÓRICOS


O Sedutor - Carolyn Davidson (Sul dos Estados Unidos, 1869)














NENHUM INCÊNDIO FLORESTAL PROPAGARIA TANTO CALOR QUANTO AQUELA PAIXÃO REPENTINA E VORAZ!

Shay Devereaux era um homem solitário, amargurado e sem esperanças, até que uma súplica feita em leito de morte, o enviara para os braços de Jenny Pennington, a única mulher capaz de restaurar-lhe a alma e o coração!

Embora a guerra a tivesse marcado de forma profunda e secreta, Jenny negava-se a se dar por vencida. Então, repentinamente, Shay Devereaux surgiu em sua vida, despertando sua feminilidade outra vez. Agora, será que este homem sem passado lhe traria um futuro repleto de amor?


Clássicos Históricos ed69 

Ela era a jóia da planície!


O forasteiro Booker Hayes logo percebeu, nos ardentes olhos azuis de Thea Coulson, que essa filha do fazendeiro tinha muito amor para dar… E a quis em sua vida, como mãe de sua sobrinha órfã e muito mais! Pois era a primeira mulher que o fazia desejar ter um lar e uma família.

Alto, moreno e sedutor, Booker atravessou as planícies e conquistou o coração solitário de Thea. Oferecendo-lhe a vida como ela sempre sonhara. Mas esse sonho só se realizaria quando Thea aprendesse a confiar em Booker…e em si mesma!

A Lei do Amor - Anne Avery (Colorado, 1889)




Forte, alto e… tímido!


O xerife DeWitt Gavin era uma caixinha de surpresas para a comerciante Molly Calhan. Acompanhado por um passado escandaloso, apaixonador por doces e com a vida bisbilhotada por todos os habitantes da cidade, ele também pussuía um coração de ouro. Se Molly apenas pudesse convencê-lo a dar seu coração a ela…

Witt Gavin vivia às voltas com seu trabalho como xerife numa cidade em que a lei era burlada a cada minuto. Seu único prazer era visitar diariamente o armazém de Molly Calhan e apreciar a vitrine de doces. Mas seriam os confeitos que tanto o atraíam… ou a meiga e atraente proprietária do armazém?



A MULHER DO INIMIGO…

Apesar de lady Lucinda ter dado à luz ao filho de um homem que quase o matara, Richard de Wilmont a queria mesmo assim.
Afinal, a doce viúva o apresentara a uma sensação de aconchego… e a um amor tão poderoso que elegeria capaz de esquecer tudo, até mesmo de apagar o passado.

Lucinda temia entregar-se àquele amor. Certamente, um cavalheiro tão gentil como Richard de Wilmont tinha mulheres muito mais interessantes disputando sua atenção. Ela estava à margem da sociedade e jamais serviria de esposa para homem algum!
Quanto mais para Richard!

Nenhum comentário:

.

.

Rosa negra no mundo!


contador visitas flash